Suposto médico usava documentos falsos para dar consultas na região

308

Um suposto médico usava documentos falsos para atender pacientes da rede pública de saúde em Atalaia (a 60 quilômetros de Maringá). Há pelo menos quatro meses, o homem usava o documento de Lisandro Traesel que é de fato um médico que exerce a profissão na região de União da Vitória.

De acordo com o que foi apurado pela Secretaria de Saúde de Atalaia, o homem disse que se formou na Bolívia, mas não tinha feito o Revalida – exame obrigatório para profissionais formados no exterior atuarem no Brasil. A investigação começou após uma equipe do Samu de Maringá suspeitar da forma como o homem atendia a um paciente que sofria de um infarto. O paciente felizmente não morreu.

A Secretaria do município no entanto, foi alertada e apurou que o suposto médico de fato não tinha permissão do Conselho Regional de Medicina (CRM) para atender no Brasil. Depois da descoberta da fraude, ele deixou a cidade e não foi encontrado até agora. O caso será encaminhado para a Polícia Civil dar sequência as investigações.